The Migrants Support Office emerged in 2003 to ensure and promote human dignity, which involves equal rights and opportunities and justice for all, acting to improve access to information and living conditions for vulnerable populations, which requires the fight against exclusion and contributes to making the initiatives we promote more sustainable.

The support provided is developed in cooperation with different strategic partners, in order to find answers / support for solving problematic situations that jeopardize the inclusion of migrants in Azorean society. The quality and relevance of our work results from the close collaboration with our partners and the commitment and motivation of the technical team, which ensures a work of proximity and direct intervention and adjusted to the real needs of our beneficiaries, corresponding to more than 70% of work on the ground, in different territories and social contexts.

GAM has sought to specialize its intervention in the advice and technical monitoring of document regularization processes for the regular stay in the national territory, as well as for the creation of investment businesses in the region, in order to adapt to the reality of new migrants , however, not neglecting all requests for socioeconomic and health support, as well as the processes of monitoring and advising applicants for international protection and refugees relocated to Portugal. In addition, it combines the promotion and defense of Human Rights with the appreciation of the cultural diversity that exists in the Azorean islands, whether by promoting cultural initiatives, or by our commitment to contribute to full integration through the learning of the Portuguese language.

Our action in the field of global citizenship is developed in order to promote social justice and facilitate a greater and better understanding of migratory movements.

Striving for equal opportunities at work, access to health care, decent housing, quality services for all, for the regularization of all undocumented workers, has been and has been our priority over the years. Our actions aim to promote the full integration of migrant citizens, resident or not in the Azores Region.

Services available:

Technical advice in Portuguese / English

• Economic Precariousness (Food; Housing; Social Emergency)

• Document Regularization (Scheduling at SEF, Embassies / Consulates; Authorization / Residence Permit; Tourist Visa / Residence; Passport Issuance / Renewal; Driving License Update; Acquisition / Nationality Assignment; EU Registration Certificate)

• Education and Employment (Portuguese Course for Foreigners; Recognition / Equivalence of Qualifications; Recognition of Professional Qualifications; Creation of CVitae; Active Job Search; Creation of Own Employment)

• Health (Medication; Adapted Transport; Intercultural Mediation; Translation / Interpretation)

• In / training sessions (Migrations; Human Rights; Intercultural Mediation; Volunteering)

• Sertã Solidária Project (Combating food waste through the collection and redistribution of food surpluses)

• Intercultural projects

• Interventions in Seminars / Congresses / Various events

• Technical advice to Entities

Projects

Projeto Sertã Solidária

A CRESAÇOR gere e executa desde Junho de 2012 o Projeto Sertã Solidária.
O Projeto Sertã Solidária surgiu para dar resposta à crescente procura dos serviços por parte de cidadãos/ãs carenciados/as que não foram abrangidos/as pelas políticas sociais. O projeto tem como objetivo redirecionando os excedentes provenientes da restauração e similares.
Este projeto é composto pela equipa técnica do GAM e Associação Novo Dia e com o apoio de 5 voluntários. 
O projeto conta com o apoio financeiro da Direção Regional das Comunidades; Acordos de Cooperação – Valor/Cliente - Instituto da Segurança Social dos Açores.
O Projeto Sertã Solidária distribuiu 32.655 refeições a 782 cidadãos entre 2012 e 2015. 
De janeiro a dezembro de 2017 o projeto distribuiu 19.561 refeições a 39 cidadãos.
Este acompanhamento consubstancia-se num total de 22 540 refeições distribuídas, no período de janeiro a dezembro de 2018. 
Este acompanhamento consubstancia-se num total de 26.434 refeições distribuídas, no ano 2019, o que perfaz uma média semanal de 586 refeições.

 

 


“360º - Interculturalidade em Movimento”

O Projeto 360º foi criado em 2011 com o propósito de estimular junto dos jovens e idosos um olhar multicultural para o mundo que nos rodeia e para as diversas realidades existentes em particular nos países com comunidades instaladas na região Autónoma dos Açores. Constituem aspetos centrais deste projeto, as questões ligadas aos Direitos Humanos, à Igualdade de Oportunidades, à Igualdade de Género e à Sensibilização da comunidade de acolhimento para as formas de promover o diálogo intercultural e a inclusão dos/das cidadãos/ãs imigrantes residentes nas Ilhas dos Açores.
O Projeto 360º visa abordar os países com maior incidência de Imigrantes na Ilha de São Miguel procurando abordar as suas vivências, partilhar aspetos culturais, como a música, as danças, os rituais, as lendas, os trajes tradicionais, a gastronomia, as habitações, as escolas, os cultos religiosos, entre outros aspetos.
Este projeto dirige-se à população em geral com especial incidência nas comunidades ou indivíduos que vivem em situação de isolamento social e cultural. Como estratégia, dirigimo-nos aos alunos do 1º, 2º e 3º ciclos e do Ensino Secundário, bem como aos Idosos frequentadores dos Centros de Dia/Convívio da Ilha de São Miguel.
360º - Intercultural em Movimento conta com o apoio financeiro da Direção Regional das Comunidades; Acordos de Cooperação – Valor/Cliente - Instituto da Segurança Social dos Açores.


3ª Edição do Festival de Sopas em Água de Pau
Nov. 6, 2016 - Nov. 6, 2016

É oficial!
A CRESAÇOR, através do Gabinete de Apoio ao Migrante vai participar na 3ª Edição do Festival de Sopas em Água de Pau, concelho de Lagoa. 
Na próxima semana desvendamos qual a sopa escolhida para representar a diversidade cultural da região Açores.


Workshop “Competências Transculturais no Atendimento a Migrantes”
Nov. 30, 2016 - Nov. 30, 2016

A CRESAÇOR convida todos os técnicos que trabalham com públicos migrantes – emigrantes regressados e imigrantes, a participarem no workshop que será orientado pela Antropóloga Cristina Santinho, docente do ISCTE e investigadora de pós-doutoramento no CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia.
Participação Gratuita, Inscrições Limitadas


Projeto «Com os meus olhos vejo o mundo»

O Projeto «Com os meus olhos vejo o Mundo», desenvolveu-se junto dos adolescentes do Empreendimento Habitacional–Alameda 25 de Abril, na vila de Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande, de abril a dezembro de 2017. Expressa o propósito de desenvolver a identificação e reconhecimento dos traços identitários e culturais, e dos movimentos migratórios que caraterizam a história e vida destes adolescentes. Para tal, alicerçado no objetivo de desenvolver a noção de pesquisa, de estimular a identidade e a pertença dos participantes ao grupo onde estão inseridos, foi entregue uma máquina fotográfica descartável para poderem fotografar individualmente o que os seus olhos veem, sem possibilidade de edição ou melhoramento das fotos.


XX Edição do Festival de Sopas

O GAM participou, no dia 8 de Setembro de 2018, na XX Edição do Festival de Sopas da Casa de Saúde de São Miguel, com a apresentação de uma sopa típica do estado da Baia, no Brasil, denominada “ Caldo de Viagra ”. A sopa foi confecionada pela cidadã brasileira, Crispina Oliveira. A sopa da CRESAÇOR arrecadou o 2º lugar da votação da escolha do público.


XXI Festival de Sopas

Participamos no festival com uma sopa típica do brasil e como classificação final, entre as 64 sopas que participaram no Festival, ganhamos o 1ª lugar da votação do júri, e o 2º lugar da votação popular (feito inédito, e distinto no festival gastronómico da CSSM). Além da degustação, o público, e o júri técnico avaliaram a receita seguindo critérios como sabor, textura, apresentação, assim como atendimento e boas práticas, que também pesaram na avaliação.


Projeto Novos Vizinhos "New Neighbours"
March 1, 2019 - Oct. 31, 2019

A CMFE (Community Media Forum Europe) estabeleceu uma parceria com a União Europeia de Radiodifusão (Eurovisão) e com outras organizações sem fins lucrativos num novo projeto financiado pela União Europeia, relacionado com a inclusão de migrantes e refugiados e chamado Novos Vizinhos ("New Neighbours").

Nove televisões públicas europeias uniram-se para produzir filmes emocionantes, inspiradores e fascinantes destacando questões relacionadas com o diálogo intercultural, integração e movimentos migratórios, com especial foco na contribuição positiva dos migrantes e refugiados para as economias e culturas dos países anfitriões.

A coprodução portuguesa, produzida pelo Centro Regional da RTP, contou com a parceria da CRESAÇOR, através do Gabinete de Apoio a Migrantes.

Timeline

2003
2004
2005
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
2016
2017
2018
2019

Contacts

Morada   R. D. Maria José Borges, 137, r/c
               9500-466 Fajã Baixo – Ponta Delgada
Telefone 296281554

Useful information